domingo, 13 de janeiro de 2013

CAÇADORES DE DRAGÕES

Nota 7,0 Animação tem visual e personagens interessantes, mas história difícil para crianças

Sinopse: Um reino está correndo perigo por causa de um dragão que está prestes a despertar e destruir tudo o que encontrar pela frente. Lord Arnold, um homem muito rico e dono de um imenso castelo, já enviou uma tropa de soldados para dar conta do monstro, mas eles jamais regressaram. Sua sobrinha Zoe, uma garotinha que adora contos de aventura, decide ajudá-lo e sai à procura de heróis iguais aos das histórias que tanto a encantavam. Porém, ela acaba encontrando o tagarela Gwizdo e o grandalhão desengonçado Lian-Chu, dois caçadores de dragões, ou melhor, fracassados na atividade agora eles fingem fazer isso para arrecadar dinheiro. Determinada a seguir com eles em sua aventura para salvar a terra em perigo, Zoe decide confiar que eles podem ser verdadeiros heróis e parte em uma viagem perigosa para um mundo desconhecido onde dragões enfurecidos podem despertar a qualquer momento.


Comentário: O tema dragões já rendeu diversos longas animados e de aventura para agradar adultos e crianças, mas ainda é uma fonte inesgotável de inspiração, que o diga os diretores Guillaume Ivernel e Arthur Qwak responsáveis por esta simpática animação que reuniu os esforços de França e Alemanha para sua realização. Todavia, este mundo encantado habitado por dragões não foi uma criação exclusiva para o longa-metragem. O projeto nasceu a partir de uma série animada homônima feita para a TV co-escrita por Qwak, que por sua vez se inspirou em quadrinhos para realizá-la. Os personagens criados são bem desenvolvidos tanto no aspecto psicológico quanto em suas formas, cada qual com suas características e aspectos físicos extremamente bem delineados e criativos, ainda que careçam de uma dose extra de carisma. É interessante, por exemplo, ver o contraponto estabelecido entre Gwizdo e Lian-Chu. Enquanto o primeiro é ranzinza e mente o outro demonstra bondade e dedicação, pequenos detalhes que tornam os personagens mais atraentes e não subestimam a inteligência do espectador. Pena que o mesmo cuidado não houve para a criação do roteiro. A história não é muito envolvente para as crianças, o público-alvo da produção a julgar pelo aspecto visual. Por não ser uma produção americana, espera-se mais do texto ou ao menos um equilíbrio com a parte estética, mas aqui a fórmula é inversa. O visual do filme é interessantíssimo, bem estilizado e com efeitos de luz e sombra impecáveis. Os traços dos personagens são bem marcados garantindo uma identidade única ao desenho, um aspecto que lembra a brinquedos. Porém, quanto à narrativa, cabe uma ressalva principalmente ao tipo de ambientação escolhido. O universo no qual o enredo é desenvolvido é confuso, não fica claro onde tudo acontece e é constante um conceito de desintegração do ambiente que não causa espanto nos personagens, como se eles flutuassem entre os cenários sem perceber as mudanças, algo que também pode ser interpretado como um erro de continuidade dos desenhistas ou da equipe de edição. Todavia, para mudar um pouco de ares e prestigiar a animação de outros países, Caçadores de Dragões é uma boa opção para agradar toda a família. Não é excepcional, mas garante uma boa sessão da tarde.

Animação - 81 min - 2008 - Dê sua opinião abaixo.

Um comentário:

renatocinema disse...

Sou fã de animação, porém, essa não me agradou tanto. Esperava muito mais do que eu vi.

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...