sábado, 12 de janeiro de 2013

O SUSPEITO MORA AO LADO

Nota 3,0 Apesar de contar com um serial killer, enredo é centrado na estranha relação de vizinhos

Trabalhar com o gênero suspense não é uma tarefa fácil. Conseguir interpretações convincentes, segurar segredos, criar uma ambientação adequada e, principalmente, fugir dos clichês. Se um cineasta consegue ao menos preencher um desses requisitos já devemos dar algum crédito. No caso de O Suspeito Mora ao Lado, escrito e dirigido pelo jovem e também ator Jacob Tierney, digamos que é perceptível a forte influência de inúmeros thrillers que são produzidos para a TV americana e que aqui no Brasil são lançados diretamente em DVD e posteriormente recheiam os “Super Cine” da vida. A trama se passa em meados de 1995 e tem como protagonistas Louise (Emily Hampshire) e Spencer (Scott Speedman) que são vizinhos em um mesmo prédio localizado em um bairro suburbano de Montreal, no Canadá. Sarcástico e um pouco arrogante, o rapaz praticamente não sai de seu apartamento, já que é dependente de cadeira de rodas desde que sofreu um acidente de carro no qual sua esposa veio a falecer. O edifício não oferece suporte para deficientes, assim ele conta com a generosidade e companhia de Louise, a inquilina do andar de cima e garçonete do restaurante chinês que funciona no térreo do edifício, uma garota que pouco revela sobre sua intimidade e talvez esta aura de mistério tenha conquistado o novo morador do condomínio, Victor (Jay Baruchel), um cara boa praça que logo procura fazer amizade com os demais moradores. Tudo estava bem até que alguém suspeito passou a ser notado andando pelas redondezas do edifício, coincidindo com a chegada novo inquilino. Como os jornais estão noticiando a presença de um serial killer atuando na área todo o cuidado é pouco, mas cada um desses jovens reage de uma maneira diferente a essas notícias. Seria um deles o tal assassino? Nesse interim, Valérie (Anne-Marie Cadieux), uma vizinha alcoólatra, não faz a menor questão de esconder que odeia os gatos de estimação de Louise que os trata como se fossem filhos. Sentindo-se ameaçada, a garçonete resolve dar um susto na rabugenta senhora, mas acaba na mira do detetive e psicólogo comportamental Roland Brandt (Gary Farmer) que também fica no pé de Victor e Spencer.

Tierney acerta ao optar por uma ambientação mais clean, optando por escurecer os cenários só quando necessário, afinal ninguém em sã consciência vive na penumbra praticamente o dia todo. Fora esta variação o cineasta não inova, a não ser pelo fato de bem antes do final já entregar quem é o assassino e passar a focar sua história na estranha relação do trio de protagonistas. Baseado no romance homônimo escrito por Chrystine Brouillet, certamente o longa irá decepcionar aqueles que se sentirem atraídos pelo título visando um tradicional enredo sobre um serial killer com direito a cenas de impacto violento e sanguinolentas. O assassino é sempre lembrado nos diálogos, mas funciona neste caso como um coadjuvante para o suspense que envolve a relação de Louise, Spencer e Victor. A jovem e o cadeirante conversam diariamente sobre o criminoso e a única coisa capaz de criar atritos entre eles é o fato dela amar gatos e ele os detestar para proteger seu aquário, uma de suas poucas distrações. Com a chegada de Victor, a relação dos dois parece estremecer. O novo vizinho gosta de conversar, é muito prestativo, mas aparentemente não se importa com o fato do serial killer estar atuando nos arredores do seu prédio. Ele logo demonstra interesse pela enigmática Louise e força a barra para conseguir a amizade com Spencer, este que reluta. De acordo com a cartilha do gênero, obviamente o mais novo morador, o estranho no ninho, é o vilão certo? Pode ou não ser. Tierney ao longo da narrativa lança pistas que depõem contra todos os envolvidos neste triângulo amoroso ou de amizade, dependendo do ponto de vista, e ainda coloca outros personagens como uma vizinha fofoqueira e a síndica do local para embolarem mais as coisas. O Suspeito Mora ao Lado está longe de ser bom, mas também não merece ser execrado totalmente. Com boas intenções e uma narrativa que foge um pouquinho do convencional, esta é uma opção satisfatória para preencher o tempo livre. Estranho, mas ao mesmo tempo envolvente se você não for muito exigente.

Suspense - 98 min - 2010 

-->
O SUSPEITO MORA AO LADO - Deixe sua opinião ou expectativa sobre o filme
1 – 2 Ruim, uma perda de tempo
3 – 4 Regular, serve para passar o tempo
5 – 6 Bom, cumpre o que promete
7 – 8 Ótimo, tem mais pontos positivos que negativos
9 – 10 Excelente, praticamente perfeito do início ao fim
Votar
resultado parcial...

Nenhum comentário:

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...