domingo, 26 de maio de 2013

GEORGE, O REI DA FLORESTA 2

Nota 4,5 Mesmo com mudança do ator principal, comédia consegue alcançar seus rasos objetivos

É natural que qualquer sequência gerada mesmo que de um sucesso desperte desconfianças quanto as qualidades e o nível de diversão oferecidos por ela em relação ao original. O pé atrás é ainda maior caso essa segunda parte seja lançada diretamente em home vídeo e seu protagonista seja trocado. George, O Rei da Floresta 2 sofre com todos os preconceitos possíveis que acabam por rotular automaticamente uma continuação como um autêntico caça-níquel, mas há exceções. Este trabalho do diretor David Grossman consegue fugir deste estigma e ser tão bom quanto o original, guardadas as devidas proporções e obviamente levando em consideração o público-alvo a quem a fita se destina. A trama acontece após cinco anos que Ursula (Julie Benz) se uniu a George (Christopher Showerman). Eles já têm um filho, o pequeno George Jr. (Angus T. Jones), e isso obriga o Rei da Floresta a dividir o seu tempo entre as obrigações com a família e os problemas dos animais que habitam sua vizinhança, mas mesmo assim o herói paspalhão vive feliz. Quer dizer, isso até que sua sogra, a maldosa Beatrice Stanphoe (Christina Pickles), aparece para fazer a cabeça de sua filha para que ela e o neto passem a morar em São Francisco rodeados do bom e do melhor (e também do pior) que a civilização pode oferecer.  Ela também quer tomar conta das terras de George e para tanto precisa roubar um documento que está com o rapaz. Na cidade grande, seus planos maquiavélicos ganham um importante aliado: Lyle (Thomas Haden Church), o ex-noivo de Ursula que está disposto a tudo para recuperar sua amada, também fazendo a cabeça dela para ela abandonar o marido e a selva.

Brendan Fraser na época deste lançamento já era um astro graças ao sucesso da aventura A Múmia e acabou cedendo espaço para Showerman dar vida ao protagonista, uma espécie de Tarzan moderno. O intérprete do herói mudou, assim como a atriz que vive seu interesse amoroso, mas o vilão é interpretado pelo mesmo ator do original e foram mantidas as características das histórias criadas por Jay Ward na década de 1960 para uma série homônima animada para a TV. Esta continuação ganha até alguns pontinhos a mais com o espectador por fazer graça assumindo a sentida troca do ator principal e resgatando passagens da primeira aventura, não jogando para debaixo do tapete que mudanças ocorreram. Outro ponto positivo do roteiro de Jordan Moffet é o investimento em referências a outros títulos de sucesso como As Panteras e King Kong, o que ajuda a entreter o público que se diverte descobrindo tais homenagens. Por outro lado, os efeitos especiais empregados para juntar os animais da floresta nas cenas por vezes são bem perceptíveis, mas lembrando que como entreter as crianças é o foco esses problemas podem passar despercebidos, embora a galerinha esteja cada vez mais ligada e exigindo imagens perfeitas devido ao uso exagerado de tecnologia nas produções infantis. Não sendo muito “cri-cri”, dá para encarar George, O rei da Floresta 2 sem grandes traumas. Esta segunda aventura do herói prova que dá sim para se fazer um bom filme, dentro do possível é claro, mesmo sem ter um ou outro elemento principal da obra original. Basta ter criatividade e foco atento as raízes do projeto. O próprio personagem-título faz uma boa justificativa em tom de deboche logo na introdução. Em outras palavras, ele diz que o estúdio não tinha dinheiro para chamar o ator do primeiro filme e então contrataram um novo George. É em tempos em que um Fraser valia peso de ouro e as bilheterias Disney decepcionavam, o jeito era dar um jeitinho aqui e ali e tocar o barco da melhor forma.

Comédia - 87 min - 2003 

-->
GEORGE, O REI DA FLORESTA 2 - Deixe sua opinião ou expectativa sobre o filme
1 – 2 Ruim, uma perda de tempo
3 – 4 Regular, serve para passar o tempo
5 – 6 Bom, cumpre o que promete
7 – 8 Ótimo, tem mais pontos positivos que negativos
9 – 10 Excelente, praticamente perfeito do início ao fim
Votar
resultado parcial...

Nenhum comentário:

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...