sábado, 21 de dezembro de 2013

REFÉNS DO MAL

Nota 5,0 Suspense sem grandes sustos é mero produto para publicidade do protagonista

Crianças endemoniadas parecem um fetiche do cinema de horror. Símbolos de pureza e inocência, realmente até hoje não deixa de ser impactante ver guris que giram a cabeça, com olhar macabro, se automutilando ou atentando verbalmente contra a moral e a crença religiosa. Bem, o demoniozinho de Reféns do Mal vem em embalagem mais econômica, sendo a fixação de seus olhos, cara séria e dom para premonição suas principais armas para amedrontar, mas no caso ele só mete medo em quem merece. Será mesmo? Não há como falar sobre esta produção assinada pelo diretor Stewart Hendler sem revelar seu grande trunfo que na realidade não é nenhum truque para surpreender o espectador, mas sim a matéria-prima do roteiro de Christopher Borrelli. David (Blake Woodruff) é um garoto de oito anos filho único da Sra. Sandbom (Teryl Hothery), uma jovem e rica viúva que sempre o mimou com presentes e fez suas vontades, mas ainda assim ele parece sério demais. No dia de seu aniversário, em pleno período natalino, comparece a sua festa um animador vestido de Papai Noel que na verdade não é do ramo. Ele é Max (Josh Holloway), um ex-detento que aprendeu a cozinhar na prisão e agora que está livre sonha em abrir um restaurante com a noiva Roxanne (Sarah Wayne Calles), mas devido ao seu histórico criminal será difícil conseguir financiamento para o projeto, assim ele cai na tentação de fazer um último serviço sujo para um desconhecido que só consegue contatar pelo telefone: sequestrar David e em troca pedir um polpudo resgate. O rapto dá certo e com a ajuda da noiva e dos comparsas Vince (Joel Edgerton) e Sidney (Michael Hooker), Max aprisiona o garoto nas acomodações de um acampamento que está fechado provisoriamente devido ao inverno rigoroso. O futuro casal trata o menino de forma mais amigável, pois desejam que tudo acabe bem para todos, mas são alertados de que não devem se afeiçoar a ele. De qualquer forma, bastava um primeiro contato com a milionária que ela não se negaria a pagar uma fortuna para ter seu pimpolho de volta, mas as coisas saem dos trilhos.

Por um descuido dos bandidos, David acaba os flagrando com o rosto limpo, assim quando liberto poderia denunciá-los a polícia com direito a retrato falado. Sidney tenta amedrontá-lo para que isso não aconteça, mas é o menino quem o assusta na verdade demonstrando ter poderes sensitivos e paranormais, alertando-o que em poucos minutos o bandido sofreria um infarto fulminante. Dito e feito. O grupo então começa a ficar em estado de alerta, ainda mais porque não podiam pedir ajuda a ninguém e por Roxanne afirmar estar ouvindo vozes e a ter sonhos estranhos. Apesar da atuação de Woodruff não ser muito envolvente, o personagem consegue desestabilizar os sequestradores de tal forma que eles próprios começam a meter os pés pelas mãos. Acreditar que o moleque tem poderes sensoriais e repasse sua carga de energia negativa é tolerável, mas fatos como sua imagem não aparecer em uma foto que serviria de prova de vida para pedir o resgate diminuem a tensão. Além disso, a participação de autoridades policias que deveriam trabalhar para a construção do clímax neste caso é insignificante. Contudo, o longa ganha alguns pontos extras por evitar conceitos religiosos para justificar a conduta de David, não se sustentar pela expectativa de quem será a próxima vítima, afinal são apenas quatro criminosos, e por uma bem-vinda revelação da Sra. Sandbom. Vendido com toda pompa pelo fato de Holloway ser a estrela de “Lost”, seriado de grande repercussão na época, Reféns do Mal está longe de ser uma excelente produção de suspense e foi lançado no Brasil diretamente em DVD fazendo jus ao razoável entretenimento que proporciona. A gélida ambientação colabora para essa sensação e os sustos são oferecidos em pequenas doses, já que Hendler sabiamente prefere investir na construção do clima de tensão, ainda que morno, para compensar a falta de uma grande reviravolta. Pelo menos o final é coerente e sem aquela tradicional cena final que deixa gancho para uma possível continuação, pelo contrário, a conclusão põe uma pedra no assunto reforçando a ideia de redenção. Papai Noel agradece literalmente. 

Suspense - 95 min - 2007

-->
REFÉNS DO MAL - Deixe sua opinião ou expectativa sobre o filme
1 – 2 Ruim, uma perda de tempo
3 – 4 Regular, serve para passar o tempo
5 – 6 Bom, cumpre o que promete
7 – 8 Ótimo, tem mais pontos positivos que negativos
9 – 10 Excelente, praticamente perfeito do início ao fim
Votar
resultado parcial...

Nenhum comentário:

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...