sábado, 20 de dezembro de 2014

ENQUANTO ELA ESTÁ FORA

Nota 4,0 Suspense poderia ir além, mas opta pelo caminho seguro dos sustos e perseguições

Fim de ano é época de alegrias, energias positivas, renovação, bons sentimentos e ... loucos à solta! É isso que vai descobrir a protagonista do suspense Enquanto Ela Está Fora. É véspera de Natal quando a apática dona de casa Della (Kim Basinger) resolve fazer umas últimas comprinhas. Na realidade ela só queria ter uma desculpa para ficar longe do marido Kenneth (Craig Sheffer), um grosseirão que a despreza e maltrata. Antes tivesse escolhido ficar em casa. Quando busca uma vaga para estacionar no shopping na tarde chuvosa e fria (a ambientação é um ponto alto da fita), ela fica furiosa ao perceber que duas delas estavam sendo ocupadas por um mesmo veículo de forma proposital e resolve deixar um recado no para-brisas do mesmo alertando o motorista sobre a atitude egoísta. Todos sabem que não se deve mexer com estranhos, assim já dá para imaginar o que vai acontecer, mas antes do suspense engrenar o início do filme é bem chatinho. Da dúvida entre tomar uma bebida quente ou comer um cookie, passando pela desistência da compra de uma camisola até o encontro com uma antiga amiga da faculdade que parece levar uma vida plenamente feliz, os primeiros minutos da fita são dedicados a mostrar a passividade de Della, uma mulher incapaz de tomar simples decisões. Quando impulsivamente resolve ter alguma atitude diante de um problema acaba não medindo as consequências e se mete em uma grande encrenca. Ao voltar ao estacionamento ela é surpreendida por quatro rapazes que a ameaçam. Um segurança tenta intervir, mas é assassinado pelo grupo e na confusão Della consegue entrar em seu carro e fugir, começando assim uma intensa perseguição cujo longo e intenso clímax se dá em uma densa e escura floresta.

O que poderia ser (infelizmente) uma corriqueira situação de roubo ou até mesmo de estupro acaba ganhando novos contornos. Com a morte do segurança, Della passa a ser testemunha de um crime que pode colocar o bando atrás das grades. O pulo do gato do roteiro da também diretora Susan Montford, baseado em um conto de Edward Bryant, é que a protagonista não é tão sonsa quanto parecia. Ela deixa de ser a vítima para se tornar a caçadora.  Sim, a mocinha em perigo (ou melhor, neste caso já cai melhor a senhora) não tem a ajuda de um herói e ela mesma tem que se defender com sua coragem e tendo como armas os utensílios de uma simples caixinha de ferramentas que guarda em seu carro. Para sobreviver ela terá que se livrar de cada um de seus algozes, sendo esperta o suficiente para arquitetar armadilhas físicas e também sentimentais. A proposta de Enquanto Ela Está Fora não é ruim, pelo contrário, a intenção era mostrar o despertar de uma mulher diante de uma situação extrema e traumática e o final deixa explícito isso. Vendo por esse ângulo, guardada as devidas proporções, a fita poderia fazer parte de um seleto grupo de títulos, como Violência Gratuita e Anticristo, que abordam como episódios violentos afetam o comportamento e a rotina das pessoas. O problema é que direção e texto não desenvolvem o perfil da protagonista adequadamente afinal de contas o grande intuito da produção é chocar com mortes elaboradas. Assim, não é muito convincente a transformação da frágil Della em uma justiceira. Do jeito que foi feito qualquer atriz em início de carreira ou oriunda de trabalhos na TV poderia ter aceito o papel, mas por que Basinger? Símbolo sexual dos anos 80 e com seu talento reconhecido em meados da década seguinte, é triste constatar que seu Oscar de coadjuvante por Los Angeles – Cidade Proibida não foi uma dádiva, parecendo mais uma maldição que jogou sua carreira no limbo. 

Suspense - 88 min - 2008 

-->
ENQUANTO ELA ESTÁ FORA - Deixe sua opinião ou expectativa sobre o filme
1 – 2 Ruim, uma perda de tempo
3 – 4 Regular, serve para passar o tempo
5 – 6 Bom, cumpre o que promete
7 – 8 Ótimo, tem mais pontos positivos que negativos
9 – 10 Excelente, praticamente perfeito do início ao fim
Votar
resultado parcial...

Nenhum comentário:

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...